O que você precisa saber

 Mau Hálito:   O que você precisa saber

A halitose (mau hálito) não é uma doença e nem é transmissível. Tem sido um problema para a humanidade desde o início dos tempos e pesquisas mostram que cerca de 30% da população brasileira possui halitose. Na maioria dos casos, não é conseqüência de má higiene bucal e raramente está relacionada com problemas estomacais!

            

Por que temos dificuldade em sentir o nosso hálito?
Porque o epitélio olfatório se adapta rapidamente ao odor. A isso damos o nome de fadiga olfatória. O portador de halitose se "acostuma" com o próprio hálito e não percebe que ele está alterado.

Como uma pessoa pode saber se tem mau hálito?
A melhor forma é perguntar a alguém do seu convívio se o seu hálito está alterado ou costuma ser forte. Quem tem mau hálito deve procurar ajuda e resolver o problema.

Qual a importância de tratar a halitose?
A halitose pode estar sinalizando alguma doença, que deve ser diagnosticada e tratada. Além disso, o portador de mau hálito apresenta dificuldades de relacionamento, tanto no campo afetivo como no social. Quem desconhece seu problema muitas vezes é discriminado em seu grupo social e termina sendo vítima de distanciamento em suas relações afetivas. Já o portador consciente, costuma se afastar das pessoas, mudando muitas vêzes, seu padrão de comportamento.

A halitose tem cura?
Sim, desde que todas as causas sejam diagnosticadas e que o paciente tenha consciência do seu importante papel na manutenção do resultado.

Quem são os pacientes mais susceptíveis a halitose?
Aqueles que apresentam mudanças nos padrões salivares (baixo fluxo salivar ou aumento da viscosidade), sangramento gengival, doença periodontal, saburra lingual, cáseo, processos alérgicos e alterações sistêmicas capazes de produzir metabólitos aromáticos desagradáveis ao olfato humano.

O que é saburra lingual e cáseo?
São células epiteliais descamadas + bactérias + resíduos alimentares + fungos + leucócitos + mucina salivar que se depositam respectivamente no dorso da língua e nas reentrâncias anatômicas(criptas) das amígdalas. Esta matéria orgânica estagnada sofre fermentação e gera gases de odor desagradável.

saburra lingual cáseo


 

 

 

Aviso Importante: O objetivo destas páginas Web é facilitar a comunicação de informações odontológicas. Em nenhuma circunstância elas devem substituir a atenção por parte de um profissional da saúde.